| 0 comentários ]


Vira o disco e toca o mesmo. De forma "aborrecida" (como foi referido nalgumas ocasiões no meio da competição que no dia 1 de julho terminou) ou não, a verdade é que o único país que faz fronteira com o nosso é a melhor seleção do mundo e aquela que conseguiu fazer algo que nenhuma outra fez em 82 anos de grandes competição, desde o primeiro mundial rodeado de câmaras a preto e branco na altura. Foi no Uruguai e teve uma vitória caseira.  Venceu um número de 3 competições de seleções seguidas, algo que nenhuma outra seleção conseguiu. Um feito notável que teve início com Aragonés e prolongou-se agora para a era de Del Bosque que parece não cessar.

Certo era que haviam dúvidas em torno desta Roja, mas não pela qualidade de jogo que mostrava, mas sim pelas desavenças ou desconfianças que podiam haver entre elementos do Real Madrid e do seu grande rival e vice-campeão espanhol, o Barcelona.  Superaram os problemas que, existindo ou não, podiam ser uma condicionante nesta competição para os espanhóis. Caso para dizer que esta é a maior hegemonia duma seleção que o futebol já testemunhou, desde os primórdios no mundial de 1930 às celebrações espanholas em Kiev.

0 comentários

Postar um comentário