| 0 comentários ]


O Benfica venceu hoje de uma maneira expressiva o Rio Ave, na Luz. Nolito foi titular e justificou a confiança nele depositada por Jorge Jesus. O jogador que veio do Barcelona no princípio desta época fez dois golos e esteve na jogada de outros tantos. 

O Benfica não entrou com tudo. Foi uma equipa perdulária e deixou-se adormecer defensivamente, tendo os vila-condenses aproveitado e feito o primeiro golo da partida, marcado pelo jovem emprestado pelo FC Porto, Atsu. Seria uma das surpresas da jornada - isto se teoricamente existissem mais -, isto se o Benfica não matasse o jogo ainda na primeira parte. Cardozo de grande penalidade empatou o jogo aos 33 minutos, com Nolito a fazer um grande golo, apenas um par de minutos depois. Saviola ainda teve tempo de marcar na primeira parte, depois de um excelente pormenor do argentino Pablo Aimar, curiosamente para outro argentino.

Segunda parte de bom nível da equipa comandada por Jorge Jesus, onde Nolito esteve novamente em grande destaque. Aproveitou muitíssimo bem o espaço que, em certas situações, lhe foi concedido. Logo a abrir esta etapa complementar Garay fez o quatro a um. 

Nolito, depois de um pontapé de canto - e com alguma sorte, diga-se - fez o resultado final, que iria deixar os adeptos satisfeitos, apesar de não ser a melhor das exibições. Depois de saber o seu adversário na Liga dos Campeões, o Benfica despediu-se assim dos seus adeptos com uma vitória expressiva sobre uma equipa que luta para a permanência nesta primeira divisão. 

O domínio do Benfica não foi tanto como em outros jogos da época, mas verificou-se uma clara supremacia em lances de perigo, refletindo-se num maior número de remates e posse de bola. Ainda falando deste jogo, Jorge Jesus afirmou que o Benfica foi eficaz e Carlos Brito disse que a diferença de quatro golos foi exagerada.

0 comentários

Postar um comentário