| 0 comentários ]


 Já com o primeiro lugar do grupo assegurado, a equipa de Domingos Paciência deslocou-se a Roma para defrontar o atual quarto classificado da Serie A italiana, a Lázio. O Sporting - e Domingos estava ciente dos riscos, embora não pudesse perder o lugar cimeiro do grupo - sabia que se arriscava a um resultado menos positivo, já que convocou alguns júniores e alinhou com jogadores menos utilizados, inclusive com uma estreia pela equipa principal do Sporting.

Por outro lado, a Lázio não podia falhar. Os comandados de Edoardo Reja tinham uma dura tarefa pela frente e estavam pressionados a passar à próxima fase. Uma fraca assistência no Olímpico marcou a vitória da Lázio, com um golo em cada etapa do jogo.

Os júniores Ilori e André Martis atuaram de início, tendo João Mário entrado no decorrer da segunda parte, tendo este primeiro feito uma boa exibição na defesa, travando duelos particulares com o que de resto viria a ser uma das figuras do jogo e marcador do primeiro golo no jogo, justamente devido a uma falha defensiva, Kozák, que mais tarde iria ser substituído por Klose. O marcador do segundo golo foi Sculli, com assistência fantástica do central Diakité, que depois de uma arrancada de grande nível isolou o colega italiano que estabeleceu o resultado final.

Derrota que, com certeza, apenas aumenta a motivação dos jogadores menos utilizados, os restantes não ficarão abalados, com certeza. Derrota é sempre derrota, pois claro, mas nestas circunstâncias a frustração não tem razão. O próximo compromisso do Sporting é para o campeonato português, onde vai defrontar a Académica, em Coimbra.

0 comentários

Postar um comentário