| 0 comentários ]


Último e mais emocionante jogo da 13ª jornada da Liga Zon Sagres, disputado entre Olhanense e Sporting de Braga. Surpresa atrás de surpresa, foi o que foi. Depois das declarações que geraram mau ambiente no clube algarvio (em que Djalmir referiu estar descontente com a postura do treinador em relação ao estilo de jogo ofensivo), o clube pareceu entrar decidido, e entrou mesmo, só que foram surpreendidos na segunda parte com 4 golos do Braga em 17 minutos. Claro que a qualidade entre as duas equipas é diferente, mas em qualquer circunstância é raro uma equipa marcar dois pares de golo em menos de 20 minutos, ainda por cima com a equipa do Olhanense a vencer.

Como disse, o clube do Algarve entrou melhor, surpreendendo o clube minhoto. Cauê inaugurou o marcador um golo inesperado, já que a bola parecia claramente perdida. Yontcha iria, antes do intervalo, alargar o resultado para 2-0, dando uma margem de conforto que iria ser quebrada pelo Braga na segunda parte. Douglao, Elderson, Maurício (auto golo) e Lima fizeram os golos que deram a vitória do Braga, tendo começado este rolo compressor aos 54 minutos, até aos 71 onde o golo de Lima se sucedeu. 

Outro dos momentos dos jogo foi o golo do Olhanense, o 3-4. A um quarto de hora do fim, sem contar com o desconto de 5 minutos, Cauê bisou e depositou muita esperança nos adeptos presentes no José Arcanjo. Esperanças que iam cair por terra, praticamente todas, quando Fabiano Freitas foi expulso e o médio Cauê foi para a baliza, já que o clube da casa já tinha feito três substituições. A verdade é que o jogador ainda fez uma boa defesa na sequência de um livre. 

O Braga fica assim a dois pontos do Sporting, a 8 dos líderes isolados do campeonato, Porto e Benfica.

0 comentários

Postar um comentário